A fábrica oculta: como saber onde se sofrem perdas de OEE

Sabe localizar as perdas no processo de produção da sua fábrica? A fábrica oculta: como saber onde se sofrem perdas de OEE

Gerente de Soluções Real Time e GISIZE Engenheiro industrial especiali...

A fábrica não é um ambiente ideal, por mais que o desejássemos; nem todas as máquinas produzem 100% do tempo, nem todos os produtos se fabricam bem à primeira. A tudo isto acrescem os atrasos nos prazos de entrega, o dinamismo dos mercados e a incerteza inerente ao canal de distribuição, o que afeta toda a cadeia de produção.

Saberia indicar onde se encontram estas perdas e como afetam a sua fábrica? Se a resposta a esta pergunta for não, significa que há uma parte da sua fábrica que lhe é desconhecida, é a designada “fábrica oculta”.

A fábrica oculta

O conceito de fábrica oculta assemelha-se geralmente a um iceberg. De um lado, temos a informação visível de uma fábrica; e do outro, temos todas as outras situações que aí ocorrem, que normalmente não são levadas em conta e que afetam consideravelmente a eficiência e os custos da organização.

fabrica oculta

O conceito de fábrica oculta foi introduzido no final da década de setenta por Armand Feigenbaum, que afirmava que todas as fábricas gastam uma parte da sua capacidade a fazer um “mau trabalho”. Isto significa que à conta de se reprocessar um produto, gasta-se muito tempo e dinheiro dentro da fábrica.

Inicialmente, o conceito de fábrica oculta de Feigenbaum estava orientado para a qualidade. Com o tempo, foi alargado para incluir todos os resíduos gerados no processo de produção: qualidade do produto, desempenho de equipamentos, perdas de tempo, paragens de processos…

Para realizar o potencial da fábrica oculta, importa perceber qual é a situação real do espaço, o que implica conhecer as perdas e as suas origens. Mas para chegar a este ponto, primeiro é preciso medir estes eventos da forma correta e em tempo real.

Sistemas MES/MOM para recolha de dados

A recolha destes dados é feita com os sistemas MES/MOM, que lhe permite saber, em qualquer altura, os estados, até agora ocultos (não monitorizados): a disponibilidade e o desempenho dos ativos, os controlos de qualidade, as causas das paragens… permitindo-lhe assim calcular o OEE (Overall Equipment Effectiveness), um indicador de desempenho da linha de produção, conduzindo a uma melhor tomada de decisões.

Desta forma, torna-se capaz de desvendar a “fábrica oculta” controlar os fatores de cada fábrica para além dos processos normais.

O OEE é uma das métricas mais utilizadas para a otimização dos processos de produção. É expresso em percentagem, sendo 100% a quantidade máxima de produção que se pode realizar sem investimento de capital, ou seja, a produção perfeita num ambiente ideal.

Conta de três fatores

OEE = disponibilidade x desempenho x qualidade

Disponibilidade

Mede o tempo em que se está a produzir face ao tempo total disponível da máquina ou linha.

Este fator permite ganhar consciência do tempo em que realmente se está a produzir, mas também dá visibilidade às várias paragens da máquina, tempos de configuração após troca de produto, mudança de trabalhadores, avarias, tempos de espera…

Desempenho

Mede a produção real obtida face à velocidade de produção, que tem por referência uma máquina. O desempenho é afetado por microparagens e por situações de redução da velocidade de operação.

Qualidade

Mede a proporção dos artigos produzidos sem defeitos face ao total de bens produzidos.

Permite-lhe elaborar uma lista de características que o produto final deve satisfazer e definir planos de amostragem. Se não for feito um adequado controlo de qualidade, os produtos defeituosos podem arrastar-se até ao fim da cadeia de produção, provocando perdas consideráveis, quer de tempo, quer económicas.

Graças ao nosso sistema MES/MOM, passa a compreender a capacidade por explorar da fábrica, e ao mesmo tempo, permite-nos abordar as ineficiências de modo a evitá-las ou reduzir o seu impacto. A digitalização de processos ou fluxos de informação, automação de etapas e monitorização automática são algumas das ações que nos permitem obter uma maior eficiência na produção.
Sabe localizar as perdas no processo de produção da sua fábrica? Não conhece a sua fábrica oculta? Entre em contacto connosco para o ajudarmos a descobrir a sua fábrica oculta.

Contate-nos