Otimização da manutenção: Gestão de OT e de equipamentos técnicos

Otimizar é procurar a melhor maneira de realizar uma atividade. A partir deste conceito e da sua aplicação ao domínio da manutenção, poderíamos dizer que otimizar a manutenção consiste em det...

Gerente de Soluções Real Time e GISIZE Engenheiro industrial especiali...

Otimizar é procurar a melhor maneira de realizar uma atividade. A partir deste conceito e da sua aplicação ao domínio da manutenção, poderíamos dizer que otimizar a manutenção consiste em determinar todas as tarefas indispensáveis para minimizar o período de inatividade e de falha nos equipamentos, e com os menores custos possíveis. 

Assim, a otimização da manutenção consiste em realizar tarefas de manutenção com vista a uma utilização mais eficaz dos sistemas, sempre em consonância com a produção. Estas tarefas de manutenção podem ser aplicadas através da combinação de várias estratégias de manutenção, como a preventiva, a baseada na condição e a preditiva. 

Por norma, numa fábrica espera-se produzir o máximo com o mínimo tempo possível de inatividade: partindo desta premissa, é preciso planear tarefas de manutenção para evitar que ocorra uma avaria nas máquinas e se interrompa a produção. Para tal, é indispensável dispor de um planeamento eficiente que proporcione uma visão global e contextualizada do que acontece na nossa unidade para poder determinar o melhor momento para efetuar a manutenção. Este planeamento permite otimizar os tempos de paragem da produção.

Como otimizar a manutenção em OT

O primeiro passo para melhorar a manutenção é definir trabalhos preventivos, ou seja, ações que previnem avarias e diminuem a probabilidade de um ativo falhar. Desta forma, evita-se a ocorrência de avarias imprevistas e, por isso, mais onerosas e aumenta-se o ciclo de vida do ativo.

A manutenção preventiva é uma manutenção regular e programada em função do tempo, utilização ou leitura de contadores locais. Para se poder definir e estabelecer um plano de manutenção preventiva, é necessário realizar previamente um estudo do estado dos ativos para assim ser possível determinar o melhor plano. Geralmente, consideram-se os seguintes critérios:

  • Manutenções prévias.
  • Manuais, documentação e requisitos normativos/legais.
  • Prioridade do equipamento.
  • Pessoal disponível e especialização.
  • Orçamento disponível.
  • Etc.

Uma vez definido o plano de manutenção, é importante analisar os resultados e fazer um seguimento do funcionamento dos equipamentos para confirmar que o plano de manutenção é eficaz e melhorá-lo conforme se afigure necessário.

O Ultimo, o nosso programa de EAM, consegue criar a sua manutenção periódica com base no tempo, a partir da leitura de contadores ou desvios de variáveis locais. Além disso, conta com vários planeadores que permitem planificar e programar vários trabalhos de manutenção que seja necessário efetuar nos ativos, de uma forma visual, o que facilita a compreensão e a organização das ordens de trabalho.

Planeamento da manutenção industrial

Existem vários tipos de planeador:

Planeador por trabalhador

Planeamento visual das ordens de trabalho de acordo com a carga de trabalho dos técnicos de campo. Permite fazer o planeamento com base numa programação do horário das OT ou fazer um planeamento sequencial, em que não é tanto a hora a que se executa a OT que tem importância, mas a ordem pela qual deve ser executada.

Planeador por ativos

Dispõe de um planeador gráfico para consultar e programar as atividades de manutenção de qualquer ativo num determinado período. As paragens de produção solicitadas e aprovadas são representadas visualmente para estabelecer uma comunicação eficaz entre as operações e a manutenção.  Desta forma, as atividades programadas estarão perfeitamente ajustadas ao plano de produção, que por seu lado poderá ser adaptado ao planeamento de tudo o que é necessário para a execução.

Planeamento de paragens

Para uma paragem de produção, permite planear várias atividades de manutenção que requerem muitos trabalhadores a atuarem em várias áreas em simultâneo. A diferença em relação ao planeador por ativos; este planeamento é feito como se se tratasse de um projeto, sobre um diagrama de Gantt e com sequenciação das tarefas a realizar.

Planeamento de ativos a longo prazo (LTAP, Long Term Asset Planning)

Permite elaborar um orçamento a longo prazo que contemple o necessário para prolongar a vida útil dos ativos, fazer a sua renovação e substituição. Baseia-se nos custos e nas condições em que se encontram.

Funcionalidades para a eficácia da manutenção industrial

Em qualquer caso, uma manutenção ideal não passa apenas por ter um bom plano de manutenção preventiva; existem outras funcionalidades que ajudam a efetuar a manutenção de forma eficaz. 

Num processo de manutenção, existem vários tipos de perfil de utilizador, cada um com uma função distinta. Por exemplo: os operadores, ou o cliente final, são quem trabalha com os ativos e tem a responsabilidade de abrir os pedidos de manutenção.  Todos estes pedidos de manutenção devem ser analisados e, conforme o caso, planeados e programados para que a equipa de manutenção realize a tarefa e resolva a ocorrência, caso exista. Este fluxo de trabalho é meramente ilustrativo, dado que os processos internos de cada organização variam de um caso para o outro. 

O Ultimo EAM é muito flexível, permitindo alterar todos estes fluxos de estado para se adaptarem a cada processo interno.

Desta forma, dispõe de um sistema RAM que gere os diferentes estados que as tarefas de manutenção podem ter, permitindo uma gestão mais eficaz, simples e adaptada às necessidades do cliente. 

A comunicação entre os diferentes intervenientes no processo é também de enorme importância, pelo que se torna essencial fazer uma correta gestão das notificações e dos avisos para evitar perdas de informação.

Dentro do Ultimo, existe um módulo que ativa a possibilidade de criar notificações personalizadas, para cada utilizador ter conhecimento das tarefas que ainda estão pendentes ou do progresso de certas operações de manutenção. É mesmo possível acrescentar entradas de “notícias” ou “perguntas frequentes” para aumentar a participação entre intervenientes e partilhar conhecimento.

Adicionalmente, é importante dispor de uma ferramenta móvel, que facilite a comunicação entre departamentos e permita poupar tempo em tarefas administrativas. Permite-lhe processar atividades a partir de qualquer lado, sem ter de regressar ao posto de trabalho quando for preciso fazer um registo ou consultar uma informação, por exemplo. É uma aplicação muito intuitiva e simples que permite tirar o maior proveito do nossos sistema EAM.

O Ultimo é a nossa solução EAM/GMAO que nos permite implementar todos os pontos explorados nesta publicação e otimizar a manutenção ao máximo. 

Se quiser saber mais, pode contactar-nos com as suas dúvidas.